Avaliação Cardiológica para Prática de Atividades Físicas

O que é atividade física?

Considera-se atividade física qualquer movimento produzido pelos músculos que gaste mais energia do que quando estamos em repouso. Portanto, a maioria de nossas atividades diárias são consideradas “atividades físicas”. Por exemplo: ir a pé à padaria, subir um lance de escadas, varrer a casa, etc.

E os exercícios físicos?

Os exercícios físicos são algumas atividades físicas programadas, com intensidade e duração bem definidas, visando atingir um objetivo como melhorar o condicionamento físico, controlar doenças crônicas e até mesmo melhorar sua “performance” e reduzir tempos (no caso de atletas). Os exercícios podem ser classificados como estáticos – “exercícios de força”- como escalada e halterofilismo; e dinâmicos -“exercícios de resistência”- como corrida e futebol.

É importante praticar exercícios físicos?

A pessoa sedentária (que pratica menos de 150 minutos semanais de exercício físico) se priva dos benefícios do exercício, que abrangem todos os órgãos e sistemas e variam desde a melhora da capacidade de andar, do fôlego, até fortalecimento de ossos, músculos e articulações.

As doenças crônicas (hipertensão, diabates, dislipidemia, asma, dores crônicas entre outras) são melhor controladas em pessoas fisicamente ativas que em sedentários (e em geral com menor número de comprimidos ao dia). Também é conhecido que indivíduos ativos têm melhor qualidade de sono, melhor imunidade e até mesmo certa proteção contra a demência senil em relação a sedentários.

Qual é o tipo de exercício que faz bem ao coração?

Os benefícios cardiovasculares são um pouco diferentes entre as modalidades de exercício. Os exercícios mais recomendados para a saúde em geral têm um importante componente dinâmico e podem variar na intensidade do componente estático.

No entanto, algumas pessoas podem apresentar risco elevado à prática de exercícios devido a doenças cardíacas não diagnosticadas. Por isso, é importante fazer a avaliação cardiológica para iniciar atividade física com segurança e orientação médica.

Como é feita a avaliação cardiológica para a prática de exercícios físicos?

Primeiramente deve-se passar em consulta com o cardiologista e realizar o exame clínico cardiológico e o eletrocardiograma. Com esta avaliação inicial, o cardiologista investiga se há alguma doença cardiológica que necessita de exames complementares específicos.

 

O Teste Ergométrico (exame da esteira) é essencial para avaliar a presença de doenças cardíacas que provocam sintomas aos esforços e também serve para avaliar a capacidade funcional do paciente, ou seja, avalia o preparo físico da pessoa para poder orientar o tipo e a intensidade de exercício que a pessoa pode realizar.

 

Em casos específicos o cardiologista pode lançar mão de outros exames complementares como o Ecocardiograma e o Holter para detalhar melhor o risco de se praticar exercícios físicos para determinados pacientes. Como no caso de atletas profissionais, que devem receber uma investigação cardiológica bem detalhada para se afastar a presença de doenças que podem cursar com morte súbita cardíaca.

Pratique exercícios físicos com segurança. Consulte o seu Coração

<Voltar para Artigos